Brasileiro é assassinado com tiro na cabeça dentro do carro, na Venezuela

17/02/2016 às 09h02

Um estudante brasileiro que estudava Medicina em Santa Elena, fronteira do Brasil com a Venezuela, foi mais uma vítima da violência que assola o país vizinho. O jovem identificado, até o momento, como Luciano Nascimento, foi encontrado, morto, por um taxista, na madrugada de domingo, dentro do próprio carro, na cidade de Puerto Ordaz.

A informação foi confirmada por uma colega de curso do rapaz, a estudante Nadir Marinho. Ela disse que um grupo de alunos da Universidade Bolivariana se deslocou ontem à tarde para Puerto Ordaz com a finalidade de tentar fazer a remoção do corpo para o Brasil. Ela afirmou que o rapaz levou um tiro na cabeça.

Ela não soube informar a qual estado brasileiro Luciano pertence, além de não saber se a família do jovem já havia sido comunicada. Segundo Nadir, o conhecimento que se tem até o momento é que ele tem uma irmã que mora em Manaus (AM). “Por isso queremos divulgar o caso, até mesmo para pedir uma ajuda ao Consulado brasileiro, na Venezuela, para trazer o corpo”, disse.

Segundo ela, antes de o grupo sair para Puerto Ordaz, chegou uma informação aos estudantes de Medicina de Santa Elena de que os venezuelanos estariam cobrando 200 mil bolívares (correspondente a aproximadamente R$ 900,00) para a liberação do corpo.