Caseiro é morto a facadas e jogado dentro de igarapé em RR

23/02/2016 às 09h02

O corpo do caseiro Allexano Macedo Ribeiro, apelidado de  'Maluquinho', de 26 anos, foi encontrado nesta segunda-feira (22) no balneário do Murupu, zona Rural de Boa Vista.

Ele teve parte do pescoço atingido por um facão, uma das mãos decepada e o tronco apresentava diversas perfurações.

A polícia prendeu o suspeito do homicídio, Nilton Abraão, de 25 anos. Antes do crime, ele teria bebido com a vítima.

Conforme a polícia, Macedo Ribeiro já tinha passagem pela polícia por homicídio. O corpo dele foi retirado da água por uma equipe do Corpo de Bombeiros, após ter sido encontrado por moradores da região.

Macedo Ribeiro e a esposa, de 26 anos, bebiam em um bar no balneário do Murupu com Abraão. Eles foram para a casa da vítima, onde continuaram bebendo.

Em seguida, Macedo Ribeiro foi para o sítio onde trabalhava o suspeito do homicídio. No imóvel, eles iniciaram uma briga e Abraão se armou com um facão e golpeou diversas vezes a vítima. A esposa de Ribeiro não presenciou o assassinato do marido, pois teria ficado residência do casal.

O suspeito, que também é caseiro, jogou o corpo no igarapé. De acordo com a polícia, posteriormente ele foi à casa da vítima para tentar estuprar a esposa de Macedo Ribeiro. A jovem conseguiu fugir, saiu do imóvel e foi procurar o marido, após suspeitar que algo poderia ter acontecido com ele.

Ainda segundo a polícia, na tentativa do abuso sexual, o suspeito ameaçou a jovem com uma faca e a mandou tirar a roupa.

Entretanto, ela aproveitou uma distração de Abraão e se escondeu na mata. A jovem esperou amanhecer para procurar a polícia e denunciar o suspeito.

Nilton Abraão foi preso e levado para a Delegacia de Polícia do Interior, no município do Cantá, onde foi autuado em flagrante por tentativa de estupro na manhã desta segunda.

No período da tarde, o corpo de 'Maluquinho' foi encontrado e como o suspeito ainda estava na delegacia, ele foi confrontado sobre o assassinato e confessou o crime. O motivo, segundo disse à polícia, seria que vítima teria quebrado 'algumas coisas' em sua casa.

O suspeito foi levado para a Cadeia Pública de Boa Vista. O corpo de Macedo Ribeiro será submetido ao exame de necropsia no Instituto Médico Legal (IML) e em seguida liberado para sepultamento.