Dupla usa requisições falsas em posto de gasolina e acaba presa

18/02/2016 às 09h02

Dois jovens foram presos em uma operação da Polícia Civil nesta quarta-feira (17) por suspeita de falsificação de requisições, carimbos e assinaturas de prefeitos e secretários dos municípios de Uiramutã e Bonfim, ao Norte de Roraima. Eles estariam aplicando golpe em um posto de combustível, no bairro São Vicente, zona Oeste de Boa Vista, trocando os documentos falsos por dinheiro do estabelecimento.

De acordo com os agentes do 1° Distrito Policial e do Departamento de Narcóticos (Denarc), Anderson Silva de Lucena, 21 anos, e Amauri Brito Rodrigues, de 23, agiam juntos e falsificavam documentos e assinaturas dos municípios.

Segundo um policial, Lucena já trabalhou no posto de combustível e foi demitido do local há alguns meses.

"Ele [Anderson] se aliou com o Amauri, que trabalha no posto como frentista. Ele elaborava as falsas requisições, carimbos e assinaturas de prefeitos e secretários e entregava ao comparsa, que retirava o dinheiro do caixa do posto e substituía pela documentação falsa. Após uma denúncia, eles passaram a ser investigados", explica um agente.

Nesta quarta, a dupla foi presa em flagrante no posto e, com eles, os policiais apreenderam   blocos de requisições, dinheiro e um carro. Conforme a polícia, na casa de Anderson foram encontrados ainda munições de grosso calibre, de fuzil e pistola, além de lançador de granada. Ele alegou que pertencia ao quartel militar onde serviu.

"Os suspeitos já vinham atuando nesta fraude há bastante tempo. O dono do posto teve uma grande prejuízo de R$ 40 mil ", afirma o agente. Eles foram autuados em flagrante por furto qualificado mediante fraude e ainda porte ilegal de munições de uso restrito, no caso de Anderson Lucena.

A dupla foi conduzida à Cadeia Pública de Boa Vista onde aguardarão a audiência de custódia nesta quinta-feira (18).