Gestor do Dsei-Leste em RR 'some' após reunião com índios, diz família

18/02/2016 às 10h02

O coordenador substituto do Distrito Especial de Saúde Indígena do Leste de Roraima (Dsei-Leste), Marcos Herbert Félix, está desaparecido desde a manhã desta quarta-feira (17), em Boa Vista, após reunião com indígenas no prédio da unidade. O sumiço foi registrado na Polícia Federal, segundo familiares e servidores do órgão.

De acordo com relatos, Félix foi capturado por quatro pessoas, entre eles, três indígenas. Além do coordenador, outras duas pessoas teriam sido apreendidas dentro da sede do Distrito, mas foram liberadas em seguida.

Desde a segunda (15), índios de pelo menos dez etnias mantêm ocupado o prédio do Dsei-Leste, localizado na zona Leste da capital. O grupo cobra a exoneração do gestor da pasta, Joseilson Câmara.

Segundo uma servidora que preferiu não se identificar, os indígenas chamaram Félix  e outros dois funcionários do Dsei-Leste para conversar na parte de dentro do prédio. Após algum tempo os índios liberaram os funcionários e disseram a eles que Félix ficaria 'detido'.

Em seguida, os servidores afirmam ter visto um carro saindo do Dsei-Leste. Dentro do veículo estaria o coordenador substituto acompanhado de dois índios armados com arco e flecha, um líder indígena e o motorista.

"Eles [os índios] estão atrapalhando os serviços do Distrito e da própria saúde indígena. Estão fazendo vandalismo. Já ameaçaram o nosso coordenador e agora sequestraram o substituto", disse outra servidora.

A esposa do gestor disse que ligou diversas vezes para ele, mas as ligações não foram atendidas. Preocupada com a situação, ela e os amigos que também trabalham no Distrito foram até a Polícia Federal na tarde desta quarta (17) registrar a denúncia do suposto desaparecimento de Marcos Herbert Félix.

Até a publicação desta matéria as testemunhas estavam sendo ouvidas na sede da Polícia Federal em Boa Vista.