Mais de 50 detentos fogem de penitenciária em Roraima

14/03/2016 às 10h03

Na noite de ontem, por volta das 20h, mais de 50 detentos conseguiram empreender fuga da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (PAMC) segundo as informações de agentes penitenciários e policiais militares depois de um princípio de rebelião por conta de um preso ferido durante uma tentativa de contenção da Polícia Militar.

De acordo com um agente penitenciário, que não quis se identificar, muitos tiros foram disparados. “Os detentos alegam que o preso foi ferido sobre opressão da PM. A fuga já estava sendo estudada porque um grupo tão grande não foge sem se organizar o mínimo possível. Fugiram em protesto ao descaso das autoridades, falta de atendimento jurídico e médico, falta de dentista e dos kits de materiais de limpeza”, disse.

O agente também confirmou que o número pode chegar a cem presos, mas que tem certeza que mais de 50 presidiários conseguiram fugir. Os presidiários usaram escadas e jogaram pedras nas guaritas para conseguirem fugir, modelo de fuga conhecido como “Cavalo doido”. De acordo com outro servidor da Pamc, os presos que fugiram eram das alas 13, 14 e 15.

Ainda na noite de ontem, a Folha apurou que pelo menos sete reeducandos já haviam sido recapturados. As diligências foram iniciadas nas proximidades e serão realizadas até que o grupo seja recapturado.

Outro agente fez críticas ao sistema penitenciário do Estado. “A PAMC é uma vergonha para Roraima. Quem quiser fugir, vai conseguir fugir. Não temos domínio desse lugar. A Polícia Militar assumiu o comando da Penitenciária, mas até hoje o problema não foi sanado. Falta o Governo do Estado assumir que a PAMC é um caso a ser visto com urgência, porque a Dicap trabalha muito para fazer captura e um mês depois precisa começar do zero”, alertou.

A Polícia pediu que moradores dos bairros próximos à PAMC fiquem em alerta para que não sejam surpreendidos e que façam denúncias caso algum foragido seja identificado.

A Secretaria de Comunicação Social do Governo do Estado de Roraima confirmou a fuga dos reeducandos (com o uso de escadas artesanais) da Penitenciária Agrícola do Monte Cristo. “As forças de segurança do Estado foram acionadas de imediato e já estão trabalhando para recapturar os foragidos. Todos os departamentos da Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc) estão imbuídos na localização dos reeducandos.

Estima-se que 30 reeducandos tenham deixado a unidade, sendo que dez já foram recapturados. Entretanto, o número exato de foragidos será divulgado após a contagem”, informou por meio de nota.

 

Veja o vídeo: