Precariedade em vicinal do interior de RR gera reclamação de moradores

5/03/2016 às 01h03

A falta de água e a principal ponte da região quebrada são alvos de reclamação por parte dos moradores da vicinal 5 da vila do Roxinho, em Mucajaí, Sul de Roraima.

O presidente da associação de produtores rurais Luiz Paulo Ferreira de Melo procurou a imprensa  para relatar a situação de precariedade em que vivem os moradores da região e pedir soluções do poder público.

Segundo ele, o governo estadual prometeu no dia 29 de janeiro deste ano que começaria as obras de construção de cacimbas e reparos necessários na vicinal no dia 1º de fevereiro, no entanto, até o momento nada foi feito.

"Pedimos socorro, pois podemos mais esperar. Ficamos cheios de esperança quando eles prometeram em reunião que as máquinas estariam lá no dia 1º para iniciarem as obras. Mas não deram retorno e está tudo abandonado", relatou.

Ele contou ainda que as produções dos agricultores estão comprometidas pela falta de água devido à forte estiagem e que os consumidores da sede do município estão sofrendo com a falta da escoação dos produtos, pois a principal ponte está quebrada.

"Paramos de produzir porque não existe mais água. Os produtos estão em falta no mercado local ou quando têm estão caros e a população é quem paga por isso", disse o presidente, acrescentando que foi informado de que o Roxinho seria prioridade nas obras porque ano passado a vicinal não entrou no cronograma de serviços.

Ponte quebrada

Uma ponte localizada na vicinal do Tronco, divisa entre os municípios de Iracema e Mucajaí, no Sul de Roraima, quebrou há cerca de duas semanas e moradores tiveram que improvisar um acesso à região, segundo relatos de um produtor.

Segundo ele, a estrutura da ponte não teria aguentado o peso de um caminhão e cedeu. Diante da situação, para não ficarem isolados, os moradores fizeram um desvio e reclamam da demora para consertar a ponte.

O presidente da associação de produtores rurais contou que a ponte caiu com o caminhão, mas a situação dela já era precária. "Na verdade ela já estava próxima de cair. O caminhão foi a gota d'água", disse.

Por meio de nota, o governo informou que a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) vai contemplar a região do Roxinho, em Mucajaí, com a escavação de cacimbas  nos próximos dias e que a localidade ainda não foi atendida porque as máquinas estão atendendo outras localidades do município.

A nota esclareceu ainda que os moradores do Roxinho foram os primeiros contemplados nas ações emergenciais de 2015 com a escavação de cacimbas e os primeiros a receber a distribuição de cestas básicas, no mês de janeiro deste ano.